DTIBR News #8



Mudanças na direção, brigas jurídicas e -supostas- conspirações de desinformação. Temos algumas coisinhas para vocês nessa semana.

 

## Mudança no Topo: Jack Dorsey deixa o cargo de CEO do Twitter. Dorsey continuará no Conselho da empresa até 2022, mas é esperado que ele saia definitivamente. Durante seu mandato como CEO, o Twitter realizou a ação mais controversa de sua história, que foi a remoção da conta do até então presidente dos Estados Unidos, Donald J. Trump. Dorsey será substituído por Parag Agrawal, atual Diretor de Tecnologia.

 

## Oportunidades em Brasília: A ANPD lançou edital para servidores e empregados públicos de forma a aumentar seus quadros. As oportunidades destinam-se a cargos nas áreas de infraestrutura, compras, contabilidade, financeiro, orçamento, gestão de pessoas, administrativo, TI, comunicação social e design. As inscrições estarão abertas até dia 31 de dezembro de 2021. O edital destina-se apenas a servidores e empregados públicos federais lotados no Distrito Federal, excluídos os que já estiverem em exercício em órgãos e entidades vinculadas à Presidência da República.


Para ler o edital:

https://www.gov.br/anpd/pt-br/assuntos/noticias/anpd-lanca-novo-edital-com-18-oportunidades-para-servidores-e-empregados-publicos

 

## Exterminando Bugs na terra do Tio Sam: A Agência de Segurança em Cibersegurança e Infraestrutura (CISA) ligada ao Departamento de Homeland Security publicou a Diretiva Operacional 22-01. A diretiva busca compelir times de tecnologia das agências federais americanas a tomar ações consideradas necessárias para as operações de segurança. Existem comandos gerais, mas sobretudo há uma listagem de por volta de 300 vulnerabilidades mais específicas de alto risco. Foi também estabelecido uma data para as agências resolverem cada vulnerabilidade e apresentou-se um processo de revisão da diretiva, o que significa que a lista deve ser expandida no futuro.


Conteúdo da Diretiva:

https://cyber.dhs.gov/bod/22-01/

 

## Desinformação e (é) Política Internacional: O Meta/Facebook anunciou a remoção de mais 500 contas relacionadas a uma rede de desinformação centrada na China. As contas estavam promovendo desinformação baseada numa conta de um biólogo suiço de nome Wilson Edwards. O governo suiço contudo, argumenta que tal pessoa jamais existiu no país. O objetivo da campanha, seguindo o Meta/Facebook seria criar a ideia de que os Estados Unidos estariam fazendo pressão na OMS na questão da origem do vírus Covid-19 de forma a culpar a China. Um dos relatórios apresentados traz dados da investigação que apontam para indivíduos relacionados a empresa chinesa Sichuan Silence Information Technology Co Ltda e com empresas estatais de infraestrutura chinesas ao redor do mundo. Interessante que o relatório também indica que a foto do virologista falso foi, possivelmente, feita com Aprendizado de Máquina.

 

## Nem tudo é amor no mundo de paquera virtual: A Match Group aceitou o acordo com os fundadores do Tinder para resolver a batalha legal sobre o valor do Tinder. O acordo custou a Match Group por volta de 441 milhões de dólares. A alegação dos fundadores do Tinder que a Match Group subestimou o preço dos ativos do Tinder durante a aquisição de forma a diminuir o custo desta através de jogadas legais. É alegado pelos fundadores que quando o Tinder durante o processo de venda para a Match e para a IAC, as empresas fundiram o Tinder na Match sem o consentimento do conselho de Diretores do Tinder, cancelando possíveis datas futuras para opções de venda. Conforme o contrato pregresso a venda dos ativos do Tinder deveriam ser feitos obrigatoriamente para a Match e a IAC com a avaliação do valor feita de forma independente. A alegação do caso é que a movimentação da Match e da IAC obrigou os fundadores a aceitar uma avaliação do valor do Tinder em 3 bilhões de dólares quando a empresa talvez valesse 13 bilhões de dólares, sendo 600 milhões a parte devida aos fundadores de acordo seu controle acionário. O caso foi julgado na Suprema Corte do Estado de Nova York.

 

## O Centro DTIBR receberá a professora Michele Nogueira dia 09.12, às 19 horas para uma conversa sobre Proteção de Redes sem Fio e Internet das coisas relacionado com vazamento de dados. A professora Michele é professora associada do departamento de Ciência da Computação da UFMG. Será transmitido ao vivo no canal do Youtube do DTIBR.


Você pode ver mais sobre o evento aqui.

https://www.dtibr.com/events-1/dtibr-talks-professora-michele-nogueira